FAQ

30) Amarelada ou Branca? Qual a melhor lâmpada a escolher?

Porquê a temperatura de cor é importante?
 A temperatura de cor poderá mudar completamente o ambiente, devendo ser um fator a ter em conta aquando a troca de iluminação.
Uma má escolha poderá influenciar emocionalmente as pessoas negativamente.

A temperatura de cor de uma fonte de luz é medida em Kelvin (Simbolo: K).
Existem disponíveis 2 tipos de branco, o Branco Quente e Branco Frio, ficará a conhecer onde utilizar correctamente ambas as colorações.

Branco Quente:
As lâmpadas deste tipo emitem uma luz amarelada que ajuda a enriquecer as cores quentes em sua casa, (vermelhos, amarelos, laranjas, rosas, castanhos) por exemplo: a madeira.
É uma tonalidade de cor adequada para salas, corredores e quartos - locais onde as pessoas relaxam.
"Branco quente" é a temperatura de cor igual às lâmpadas incandescentes convencionais.
Geralmente é identificada pela tonalidade 2700Kº-3500Kº.
3000k

Branco Neutro:
Este tipo de lâmpadas produzem uma tonalidade mais natural, próxima da luz do dia. É uma tonalidade neutra que reproduz muito bem todas as cores.
"Branco Neutro" ou Branco puro tem uma tonalidade de luz que melhora a nossa capacidade de ver contrastes, tornando-o ideal para áreas de trabalho, tais como cozinhas, lavandariasoficinas e escritórios. Também poderá ser utilizada em espaços de estar (salas, corredores e quartos).
Geralmente é identificada pela tonalidade 4500Kº-5000Kº.
Branco neutro 4000k

Branco Frio:
Este tipo de lâmpadas produzem uma tonalidade mais artificial, próxima da luz de um dia nublado, enriquece cores frias (azuis e verdes). É uma tonalidade mais nítidas sob temperaturas de cor mais alta e parece mais "normal" em situações de alto nível de iluminação.
"Branco Frio" tem uma tonalidade de luz mais azul que melhora a nossa capacidade de ver contrastes, tornando-o ideal para áreas de trabalho, tais como cozinhas, lavandariasoficinas e escritórios.
Geralmente é identificada pela tonalidade 6000Kº-8000Kº.
tonalidade 6000k


Exemplo aplicação:

tonalidade de luz

33) Como converter o sistema MR16 12v para GU10

Material necessário:
-régua de junção / ligadores rápidos
-Casquilho GU10:
Casquilho GU10

Ou apenas
-Casquilho GU10 com ligador e repicagem (recomendado):
Casquilho GU10 c/ Ligador

Bastará retirar o aro com cuidado para não danificar o teto, puxar com cuidado o transformador, desligar a alimentação 220v do transformador e ligar ao casquilho GU10.

Video com instruções de substituição:

Crédito: Low Energy Supermarket

32) Esquema de ligação lâmpadas T8

Convêncionou-se recentemente (2015) que as lâmpadas de LED T8 terão o mesmo esquema de ligação a uma das pontas (single end):


Por vezes o retrofit directo não deverá ser funcional em algumas situações pelo que se recomenda refazer a ligação para 100% compatibilidade.

Armaduras de 60cm com 2 lâmpadas ou 4 lâmpadas (Balastro partilhado):
É necessário refazer toda a ligação, eliminando balastros e efetuando a ligação direta à lâmpada:

 

Armaduras de 60cm com uma só lâmpada:
Poderá efetuar a ligação direta da lâmpada ou substituição direta substituindo o arrancador pelo fornecido com a lâmpada. Poderá também remover o balastro. Ver imagem abaixo "Esquema 1"

Armaduras de 90cm, 1,20mt ou 1,50mt com 1 ou mais lâmpadas ligadas:
Poderá efetuar a ligação direta da lâmpada ou substituição direta substituindo o arrancador pelo fornecido com a lâmpada. Poderá também remover o balastro. Ver imagem abaixo "Esquema 1"

Esquema 1:

31) O que é o LED?

O LED (díodo emissor de luz) é uma fonte de luz que se encaixa facilmente num circuito eléctrico.

Emite a sua luz pelo movimento de electrões num material semicondutor. O LED tem um grande potêncial, as nossas lâmpadas são concebidas em vários formatos, focos e fluxos Luminosos para melhorar qualquer divisão, têm uma durabilidade ponderada até 50.000 horas.

29) Os LEDs aquecem?

Os LEDs aquecem, mas muito pouco (podendo tocar com as mãos sem correr o risco de queimar).
Cada modelo de LED dissipa alguma energia em forma de calor, o aquecimento é variavel consoante o tipo de led e sua potência.
Por exemplo o LED de 1 watt aquece mais que um LED comum de 5mm que praticamente não aquece.

28) Quais as vantagens ao converter as lâmpadas convêncionais e economizadoras para LED?

Comparando com as convêncionais de filamento:
-As lâmpadas de LED têm um baixo consumo, permitindo poupar até 90% (para uma iluminação equivalente).
-Elevada durabilidade (Para uma utilização de 4h diárias terá uma vida util poderada de 20 anos, apróx 25x mais).
-Emissão nula de radiações ultravioleta e/ou infravermelhos. Os objetos onde a luz da lâmpada de LED incide não perderão a sua cor ou terão degradação acelerada.

Comparando com as convêncionais flurescentes compactas (CFL):
-As lâmpadas de LED têm um consumo ainda inferior, permitindo poupar até 60% (para uma iluminação equivalente).
-Elevada durabilidade (Para uma utilização de 4h diárias terá uma vida util poderada de 20 anos, apróx 6x mais).
-Emissão nula de radiações ultravioleta e/ou infravermelhos.
-Baixa degradação de brilho, ao contrário das lâmpadas CFL que vão perdendo o seu brilho o LED tem uma degradação de brilho muito reduzida após 1000h <1%.

Amigo do Ambiente

As lâmpadas LED não utilizam materiais perigosos na sua concepção, tornando-as seguras para qualquer divisão e fáceis de eliminar no seu fim de vida e podem reduzir significativamente as emissões de carbono. Economizam tanta electricidade que recupera o seu investimento rápidamente.

Principais Vantagens

  • Emissão de calor muito reduzida
  • Não utiliza substâncias perigosas e reduz a emissão de Carbono
  • Robustez - Ao contrário das lâmpadas convencionais que se partem com facilidade, as lâmpadas de led são resistentes ao choque.
  • Maior Durabilidade
  • Não emite radiação ultravioleta e infravermelhos (evita a deterioração de materiais)
  • Menos gastos energéticos
  • Menor substituição de lâmpadas